A Estada em Pernambuco, em 1666, de François de Lopis, marquês de Mondevergue, segundo o relato de Souchu de Rennefort (1688): habitantes, costumes, escravidão, tapuias, comércio, animais e frutos, e a conjuração contra Jerônimo de Mendonça Furtado

Autores

Nelson Papavero
Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Argus Vasconcelos de Almeida
Departamento de Biologia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, PE
Dante Martins Teixeira
Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Sinopse

Relato da expedição da Companhia das Índias Orientais (Compagnie Françoise – ou Royale – des Indes Orientales).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nelson Papavero، Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP

Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP. Pesquisador sênior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

Argus Vasconcelos de Almeida، Departamento de Biologia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, PE

Departamento de Biologia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, PE

Dante Martins Teixeira، Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Capa para A Estada em Pernambuco, em 1666, de François de Lopis, marquês de Mondevergue, segundo o relato de Souchu de Rennefort (1688): habitantes, costumes, escravidão, tapuias, comércio, animais e frutos, e a conjuração contra Jerônimo de Mendonça Furtado
ISSN online
2525-5959

Detalhes sobre essa publicação

ISBN-13 (15)
978-85-86748-12-7
doi
10.11606/9788586748127