Compendio da Grammatica Philosophica da Lingua Portugueza: Padre Antonio da Costa Duarte (6ª edição – 1877)

Autores

Marli Quadros Leite
(Organizador)
Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Arnaud Pelfrêne
(Organizador)
Universidade Paris 7 – Denis Diderot

Sinopse

As datas de nascimento e morte de Antonio da Costa Duarte, autor do Compendio da gramática philosophica portugueza, não são conhecidas, mas é possível que tenha vivido entre os anos de 1880 e 1880. Ele foi professor na escola primária e no liceu, além de autor dessa obra gramatical, publicada pela primeira vez em 1829. Nessa época não havia ainda obras gramaticais de caráter filosófico escritas e publicadas no Brasil, enquanto em Portugal a primeira havia aparecido desde 1783, embora a mais importante delas, a Grammatica philosophica da lingua portugueza, tenha sido publicada somente em 1822, por Jerónimo Soares Barbosa. Esta obra constitui a fonte principal de Antonio da Costa Duarte. Há seis edições do Compendio e é a sexta, de 1877, objeto de análise e apresentação neste e-book. Além dessa, duas outras edições foram utilizadas para estudo comparativo, a primeira de 1829 e a quarta, de 1853, a fim de mostrarem-se algumas semelhanças e diferenças existentes entre tais edições.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Capa para Compendio da Grammatica Philosophica da Lingua Portugueza: Padre Antonio da Costa Duarte (6ª edição – 1877)

Detalhes sobre essa publicação

ISBN-13 (15)
978-85-7506-317-0
doi
10.11606/9788575063170
Dimensões físicas