Coletivos, mulheres e crianças em movimentos: na pandemia, do podcast ao livro

Autores

Marcia Aparecida Gobbi
(Organizador)
Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Juliana Diamente Pito
(Organizador)
Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação

Sinopse

Este livro organizado por mulheres, Marcia Aparecida Gobbi e Juliana Diamente Pito, pioneiro durante a pandemia, traz reflexões instigantes sobre/por crianças e mulheres em temas de um cotidiano inusitado com mais de 200.000 mil mortes pelo coronavírus (leiam na exuberante apresentação uma análise crítica robusta na “fase” de necropolítica do capEtalismo). Discutidos em 35 diferentes textos provocados pelos podcasts realizados ao longo do ano de 2020, o livro traz autoras mulheres na contramão, guerreiras, combativas, propositivas, antirracistas, antipatriarcais, antifascistas, “netas das bruxas que não conseguiram queimar”, mas correndo o risco de serem queimadas na fogueira do obscurantismo que nos ronda, porque “voam para além do permitido”. E assim, temos em mãos mais uma arma de combate que permite sonhar com outro mundo possível e que nos fornece ferramentas para resistir e reinventá-lo (trecho retirado da apresentação/convite à leitura escrito por Adriana Alves da Silva e Ana Lúcia Goulart de Faria).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Capa para Coletivos, mulheres e crianças em movimentos: na pandemia, do podcast ao livro

Detalhes sobre essa publicação

ISBN-13 (15)
978-65-87047-13-3