Zoonímia tupi nos escritos quinhentistas europeus

Autores

Nelson Papavero
Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Dante Martins Teixeira
Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Sinopse

Cerca de 1330 nomes tupis de animais (incluindo as variantes) foram registrados por autores europeus durante o século XVI. Os trechos a eles referentes, de cada autor, são transcritos e os nomes identificados tanto quanto possível. Apresenta-se também um catálogo das espécies tornadas conhecidas nessa época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nelson Papavero، Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1967) e doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade de São Paulo (1971). Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Taxonomia dos Grupos Recentes, atuando principalmente nos seguintes temas: diptera, história, catálogo, neotrópica e Brasil.

Dante Martins Teixeira، Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ

Possui bacharelado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1979), mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987), doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000) e pós-doutorado pela Universidade de São Paulo (2011).

Capa para Zoonímia tupi nos escritos quinhentistas europeus
ISSN online
2318-2032

Detalhes sobre essa publicação

ISBN-13 (15)
9788575062302
doi
10.11606/9788575062302