Acolhimento de crianças e adolescente em famílias acolhedoras: a experiência do município de Osasco

Autores

Adriana Marcondes Machado
(Organizador)
Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Andrielly Darcanchy
(Organizador)
Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora da Secretaria Municipal de Osasco - Canguru

Palavras-chave:

Serviços sociais, Acolhimento, Famílias acolhedoras

Sinopse

O Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora – Canguru foi implementado pela prefeitura de Osasco em 2019. Ele foi instituído pela Lei Municipal nº 4.927/2018 e regulamentado através do Decreto nº 11.936/2019. Ressalta-se que o sucesso de um Serviço de Família Acolhedora depende diretamente da parceria entre a equipe de funcionários do Serviço (técnicas e gestão), as Famílias Acolhedoras – que atuam, de forma dedicada, como trabalhadores voluntários – e diversos atores do Sistema de Garantia de Direitos à Criança e ao Adolescente, especialmente a Vara da Infância e Juventude, responsável pela condução do caso. Esta Cartilha nasce de uma construção coletiva entre pessoas que agem com funções diferentes e complementares: a gestão do executivo, a equipe do Canguru, as próprias Famílias Acolhedoras e o Judiciário. A publicação tem como objetivo trazer informações e reflexões sobre o Acolhimento Familiar com a intenção de divulgar essa forma de acolhimento no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

janeiro 26, 2022

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.