Quebrada? Cinema, vídeo e lutas sociais

Autores

Wilq Vicente
(Organizador)
Universidade Federal do ABC

Palavras-chave:

Cinema, Vídeo, Movimentos Sociais

Sinopse

Desde 2012, o CINUSP Paulo Emílio organiza debates e mostras anuais sobre o Cinema da Quebrada na USP. A ideia e motivação dos programas exibidos é criar espaço, na universidade, para as produções de coletivos e artistas baseados em bairros periféricos, até então pouco difundidas nos circuitos cinematográficos e que, muitas vezes, passam ao largo da crítica. Essa produção enriquece o debate acadêmico ao incluir novas vozes e agentes produtores de arte e cultura no âmbito da educação formal. Inventam-se novos encontros, e vetores de produção de conhecimento são problematizados. Em 2014, a terceira Mostra de Cinema da Quebrada sistematiza, no volume 6 da Coleção CINUSP, a experiência das mostras anteriores da "Quebrada"e reúne reflexões de pesquisadores acadêmicos e realizadores que se dedicam ao assunto. Esta obra atualiza um debate sobre a produção contemporânea popular, da quebrada e/ou da periferia, evidenciando o papel político e estético do audiovisual. Existiria um cinema da Quebrada? O que vem a ser a quebrada? Relaciona-se a uma topologia, a uma estética ou a uma posição social?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

maio 12, 2022

Licença

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.