Governança adaptativa e antecipatória da água em contextos de crises: análise de bacias em Argentina, Brasil e Uruguay

Autores

Pedro Roberto Jacobi
(Organizador)
Universidade de São Paulo. Instituto de Energia e Ambiente
https://orcid.org/0000-0001-6143-3019
Micaela Trimble
(Organizador)
South American Institute for Resilience and Sustainability Studies (SARAS)
https://orcid.org/0000-0002-1971-4471
Esteban Jobbágy
(Organizador)
Universidad Nacional de San Luis
https://orcid.org/0000-0002-4214-6011
Miguel Pascual
(Organizador)
Instituto Patagónico para el Estudio de los Ecosistemas Continentales (IPEEC-CONICET)
https://orcid.org/0000-0002-9654-8841

Palavras-chave:

Crise hídrica, Gestão ambiental, Impactos ambientais, Meio ambiente, Desenvolvimento sustentável

Sinopse

A obra baseia-se no Projeto GovernAgua, um projeto de pesquisa acadêmica internacional que adotou um enfoque transdisciplinar para entender e promover uma governança adaptativa e antecipatória da água na América do Sul. O objetivo principal do projeto foi melhorar a qualidade de vida humana e a capacidade das bacias em proporcionar serviços ecossistêmicos relacionados à água. Para isso, é necessário melhorar a governança na gestão dessas bacias, reforçando sua capacidade de adaptação, antecipação, cocriação de conhecimentos e de aprendizagem social. O maior desafio é garantir e melhorar a qualidade de gestão das bacias. Beneficiando a atuação dos parceiros governamentais, a gestão das bacias pode alcançar novos níveis contemplados nos marcos nacionais e internacionais mais atuais, melhorando a resposta a futuras crises hídricas e diminuindo seus efeitos e impactos. O GovernAgua foi coordenado pelo Instituto Sul-americano para Estudos sobre Resiliência e Sustentabilidade (SARAS), com sede no Uruguai, e financiado pelo Instituto Interamericano para Pesquisa em Mudanças Globais (IAI), no Programa de Pequenos Subsídios: o papel dos serviços ecossistêmicos na adaptação às mudanças globais para o bem-estar humano (SGP-HW). O projeto foi coliderado pelo Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (USP) no Brasil e, na Argentina, pelo Instituto de Matemática Aplicada San Luis (IMASL). da Universidade Nacional de San Luis (UNSL) e pelo Instituto Patagônico para o Estudo dos Ecossistemas Continentais (IPEEC-CONICET-CENPAT). Colaboraram pesquisadores de vários centros de pesquisa de renome internacional. Os estudos de caso do GovernAgua desenvolveram-se em contextos de crises hídricas enfrentados no Vale Inferior da Bacia do Rio Chubut e na Bacia do Rio Quinto (Argentina), nas bacias dos Rios Piracicaba-Capivari-Jundiaí e Paraíba do Sul (Brasil) e nas bacias das Lagoas do Cisne e do Sauce (Uruguai). O Projeto GovernAgua atuou de forma multi, inter e transdisciplinar através de sua equipe de pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Capa

Downloads

Publicado

julho 28, 2022

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.