Psicologia e ideologia: uma introdução crítica à psicologia escolar

Autores

Maria Helena Souza Patto
(Author)
Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia

Palavras-chave:

Psicologia escolar, Educação, Brasil

Sinopse

Este trabalho é, acima de tudo, um depoimento. É o relato do início de uma trajetória profissional difícil, que tem suas raízes na tradição positivista dos cursos brasileiros de formação de psicólogos: nos laboratórios de psicologia animal e de mensuração psicofísica e psicológica de seres humanos, nos contextos terapêuticos em que o objetivo é a remoção de comportamentos disfuncionais, nos projetos de pesquisa nos quais os chamados “sujeitos” não passam de objetos, observados e medidos em situações supostamente assépticas, neutras, objetivas. Partindo da crítica da psicologia instrumental (do conhecimento psicológico como dimensão da consciência necessária da sociedade, isto é, da consciência das classes dominantes), este trabalho pretende colaborar na elaboração permanente de uma psicologia crítica (de um conhecimento psicológico enquanto dimensão da consciência possível da sociedade, ou seja, da consciência das classes exploradas), capaz de situar historicamente seu próprio conhecimento, seus compromissos e suas possibilidades de transformação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

novembro 16, 2022

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.